fbpx Webinar | Malmon “ Mangais, arroz de bolanha salgada e populações" | ULisboa

Webinar | Malmon “ Mangais, arroz de bolanha salgada e populações"

Webinar | Malmon “ Mangais, arroz de bolanha salgada e populações"

Webinar | Malmon “ Mangais, arroz de bolanha salgada e populações"

Neste Webinar, Marina Temudo, investigadora do Instituto Superior de Agronomia, irá falar-nos um pouco sobre o Malmon, um projeto financiado pela União Europeia para o melhoramento sustentável da produção de arroz, dos ecossistemas associados e dos meios de vida.

Share Webinar | Malmon “ Mangais, arroz de bolanha salgada e populações"

O projeto visa aumentar a produtividade e estabilizar a produção inter-anual de arroz de mangal, bem como melhor compreender e melhorar os fatores impulsionadores e a dinâmica complexa de mudança do ecossistema de mangal. O sistema de agricultura-pesca-pecuária é exclusivo da África Ocidental e depende da capacidade de mobilizar conhecimentos especializados (construção e manutenção de diques e barragens, gestão da água, controle da fertilidade e toxicidade do solo e seleção de variedades) e trabalho massivo em determinados períodos do ciclo de produção de arroz.

Atualmente, o enorme conhecimento e as capacidades dos agricultores têm mostrado inúmeras lacunas face a novas condições. Ao incluir agricultores jovens e séniores no processo de coprodução de conhecimento, o objetivo também envolve ajudar os atores locais a melhorar a sua compreensão das mudanças e a desenvolver soluções inovadoras. As inovações responderão a ameaças emanadas de mudanças climáticas e transformações socioeconómicas, instabilidade política.

O projeto adota uma abordagem de pesquisa-ação e aprendizagem participativa e contribui para a criação de um Sistema de Conhecimento e Inovação Agrícola (AKIS) capaz de fundir de forma sustentável conhecimentos locais e científicos e sistemas formais e informais de difusão de tecnologias por meio da co-produção de conhecimentos para o desenvolvimento de tecnologias (por exemplo, variedades, técnicas de cultivo e gestão da água), a organização dos agricultores numa rede nacional, o desenho de sistemas de alerta precoce para o comportamento das chuvas, das marés e das pragas e doenças do arroz.

A equipa principal do projeto é constituída pela Universidade de Lisboa (Instituto Superior de Agronomia-ISA e Instituto de Geografia e Ordenamento do Território-IGOT), Universidade de Wageningen e Instituto de Pesquisa para Desenvolvimento (IRD), 30 jovens agricultores-pesquisadores e 10 agricultores idosos especializados em construção de diques e represas, 20 estudantes de licenciatura, 1 de mestrado, 12 de doutoramento, 4 de pós-doutoramento e 20 investigadores seniores/professores.

Project Reference: DeSIRA/FOOD/2019/412-700
 

Mais informações.

1


NOTÍCIAS DA ULISBOA

Para que esteja sempre a par das atividades da ULisboa, nós levamos as notícias mais relevantes até ao seu email. Subscreva!

SUBSCREVER