fbpx Financiamentos Concedidos | ULisboa

Financiamentos Concedidos

Financiamentos concedidos desenvolvimento urbano sustentável

Financiamentos Concedidos

O Programa Operacional Regional de Lisboa 2014-2020 visa promover a competitividade da economia regional e o desenvolvimento urbano sustentável e a coesão interna da região, bem como a contribuição da região para a concretização dos principais objetivos de desenvolvimento nacionais e da EU, como a investigação e o desenvolvimento tecnológico (IDT) e a inovação.

Share Financiamentos Concedidos

Candidaturas Financiadas – Programa Operacional Regional de Lisboa (PORLisboa):

     

     

    Nome do Projeto: AlimentAÇÃO! Circuitos Curtos Agroalimentares para o Direito Humano a uma Alimentação Adequada

    Área de Intervenção Área 3 – Divulgação de informação e facilitação de processos para acompanhamento e avaliação das políticas de desenvolvimento rural

    Financiamento Programa de Desenvolvimento Regional 2020 Medida AÇÃO 20.2 – RRN – Áreas de Intervenção 3

    Objetivo: O projeto visa incidir sobre a construção de políticas públicas, mecanismos de governança e instituições adequadas, pois compreende que estas são fundamentais para a construção e consolidação de CCA – Circuitos Curtos Agroalimentares. Surge na continuidade de uma articulação entre poder local, sociedade civil e academia, facilitada pela FAO.

    Objetivos e resultados a atingir: Visa contribuir para construir conhecimento e formular de políticas públicas locais para a criação e consolidação de CCA e realização progressiva do Direito Humano a uma Alimentação Adequada. Espera-se como resultado a disseminação de boas práticas de CCA, a mobilização da sociedade civil em prol deste tema e a capacitação de agentes rurais de desenvolvimento

    Parceiros com Financiamento

    Parceiros Indiretos:

     https://ec.europa.eu/regional_policy/pt/funding/erdf/

    https://aflopinhal.pt/wp-content/uploads/2020/08/5b30a5d62f2ff_960x250_90_1.jpg

     

    Operação Lisboa-01-0246-FEDER-00002 designada “Unidade de Desenvolvimento do Cluster Científico e Tecnológico de Atividade Física, Desporto e Saúde (CLUSTER ATIVO)" aprovada pela Comissão Diretiva do PORLISBOA à qual foi atribuída uma comparticipação financeira FEDER, em regime de overbooking, no valor de 4 227 999.10 € correspondente a 40% da despesa total elegível aprovada, no montante de 10.569.997,74 €.

    Data de início da Operação: 01/01/2020
    Data de fim da Operação: 31/12/2022

    Descrição Sumária e objetivos:

    Desenvolver linhas de I&D e transferência de conhecimento por meio da abordagem multidisciplinar e interdisciplinar dos diversos temas implícitos na promoção da saúde e da qualidade de vida, na prevenção de riscos e na otimização do desempenho, no domínio da atividade física, desporto e saúde.

    Objetivos específicos:

    • Integrar conhecimento e promover colaboração científica de qualidade entre investigadores
    • Aplicar e transferir conhecimento aos setores envolvidos na aplicabilidade da investigação em Ciências do Desporto;
    • Articular a investigação teórica e aplicada;
    • Otimizar os recursos de pesquisa relacionados com as Ciências do Desporto, dentro da FMH-ULisboa, bem como a divulgação de resultados científicos e sua transferência;
    • Incorporar pessoal técnico e de investigação de reconhecido prestígio;
    • Facilitar a criação de redes de investigadores nacionais e internacionais;
    • Densificar a parceria com a CM Oeiras, monitorizando a saúde nos programas comunitários existentes;
    • Densificar a relação entre a investigação, o desenvolvimento de patentes e os processos de treino e a prática desportiva;
    • Atrair empresas de desenvolvimento tecnológico e impulsionar a criação de novas empresas, aumentando as oportunidades de emprego científico e tecnológico;
    • Aplicar o conhecimento gerado pelo CLUSTER ATIVO ao setor privado e também ao setor público regional e nacional;
    • Densificar os fundamentos das políticas públicas do desporto, educação e saúde e o seu impacto social
    • Aumentar a atual massa crítica de I&D em 20%, atingindo os 151 investigadores;
    • Dotar a FMH-ULisboa de um novo laboratório de Sistemas Biológicos, alcançando um número total de 9.

    Operação Lisboa-01-0162-FEDER-00968 designada “Substituição das coberturas em fibrocimento por outras com melhores características de isolamento térmico do Pavilhão D da Faculdade de Farmácia” da Universidade de Lisboa aprovada pela Comissão Diretiva do PORLISBOA em 2015/02/26 à qual foi atribuída uma comparticipação financeira FEDER, em regime de overbooking, no valor de 20.959,20 € correspondente a 40% da despesa total elegível aprovada, no montante de 52.398,00 €.

    Data de início da Operação: 2013/08/12
    Data de fim da Operação: 2013/12/18

    Descrição Sumária e objetivos: Este edifício tinha um telhado construído em amianto com um deficiente isolamento térmico. Nos anos 2012 e 2013, as fortes intempéries ocorridas provocaram a quebra de diversas placas do fibroamianto que potencia a exposição às fibras de amianto, colocando em risco a saúde e o bem estar dos utilizadores do edifício. O edifício da Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa possui intensa atividade pedagógica e científica no seu interior com um elevado e permanente número de utilizadores. A operação permitirá contribuir decisivamente para a concretização da missão e estratégia deste estabelecimento de ensino e investigação, garantindo aos seus utilizadores condições de acesso e permanência em segurança e qualidade, através da remodelação e adaptação das condições de segurança e da eficiência energética.

     

    POR Lisboa

    Operação Lisboa-01-0162-FEDER-00969 designada “Obras de conservação e de estabilização das paredes térreas do Pavilhão F da Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa” aprovada pela Comissão Diretiva do PORLISBOA em 2015/02/26 à qual foi atribuída uma comparticipação financeira FEDER, em regime de overbooking, no valor de 40.550,95 € correspondente a 40% da despesa total elegível aprovada, no montante de 101.377,37 €.

    Data de início da Operação: 2013/09/20
    Data de fim da Operação: 2014/08/04

    Descrição Sumária e objetivos: Estabilização das Paredes térreas Pavilhão - devido à deformação dos solos e deslocamentos, toda a estrutura do edifício está com problemas graves, as paredes estão fendilhadas e existe um desnivelamento do pavimento, está em causa a segurança dos utilizadores.

    Operação: compactação do solo, aplicação de vigas, recalcamentos das paredes e reparação das fendilhações das paredes. O Edifício F foi objeto de uma vistoria do Laboratório Nacional de Engenharia (LNEC), que identificou graves problemas nas suas infraestruturas, que afetavam as paredes e o pavimento e colocavam em risco a segurança dos utilizadores.

    Objetivo: A operação destinou-se a estabilizar o um dos edifícios da FFULisboa com maior ocupação diária (600-700 utilizadores diários) e deste modo contribuir decisivamente para a concretização da missão e estratégia deste estabelecimento de ensino e investigação, garantindo aos seus utilizadores condições de acesso e permanência em segurança e qualidade, através da adaptação, renovação e atualização das infraestruturas que irão permitir a expansão científica e tecnológica.

     

    POR Lisboa

    Operação Lisboa-01-0162-FEDER-00972 designada “Construção do novo edifício para o Instituto de Orientação Profissional da Universidade de Lisboa” aprovada pela Comissão Diretiva do PORLISBOA em 2015/02/18 à qual foi atribuída uma comparticipação financeira FEDER, em regime de overbooking, no valor de 351.598,66 € € correspondente a 40% da despesa total elegível aprovada, no montante de 878.996,64 €.

    Data de início da Operação: 2009/12/22
    Data de fim da Operação: 2015/09/30

    Descrição Sumária e objetivos: Extensão do edifício FP-IE, designado Instituto de Orientação Profissional. Construção permanente de dois pisos com o objetivo de expandir a capacidade do edifício que alberga a Faculdade de Psicologia e o Instituto de Educação, duas das 18 escolas da Universidade de Lisboa. O edifício é composto por laboratórios, salas de aula, anfiteatro, salas de trabalho em grupo e gabinetes para investigadores e docentes. Estas instalações serão utilizadas sobretudo para a formação pós-graduada e a investigação. Esta extensão permitirá, quer ao IE quer à FP, receber mais alunos de mestrado, doutoramento e cursos de pós-graduação, dar melhores condições aos atuais alunos, acolher maior número de investigadores e de projetos de investigação. As salas de aula são especialmente vocacionadas para um público de estudantes-trabalhadores que procuram formação pós-graduada, sobretudo professores do ensino básico e secundário, no caso do IE e psicólogos, profissionais de saúde e gestores, no caso da FP. Este aumento de capacidade permite a ambas as escolas reforçar o seu papel enquanto centros de criação de conhecimento e desenvolvimento de competências. Os laboratórios e gabinetes permitirão ainda acolher mais investigadores estrangeiros, contribuindo assim para aumentar internacionalização de ambas as escolas. O aumento da capacidade de investigação e internacionalização vem reforçar a capacidade do SCTN para fomentar projetos de natureza científica, educativa e tecnológica e fortalecer a ligação com a comunidade.

     

    POR Lisboa | QREN | UE

    Operação Lisboa-01-0162-FEDER-001186 designada “Adaptação da Biblioteca a Laboratório de Próteses da Faculdade de Medicina Dentária da Universidade de Lisboa” aprovada pela Comissão Diretiva do PORLISBOA em 2015/05/28 à qual foi atribuída uma comparticipação financeira FEDER, em regime de overbooking, no valor de 69.789,52 € € correspondente a 40% da despesa total elegível aprovada, no montante de 174.473,80 €.

    Data de início da Operação: 2015/01/22
    Data de fim da Operação: 2015/04/10

    Descrição Sumária e objetivos: A Faculdade de Medicina Dentária da Universidade de Lisboa (FMDUL) teve origem na então designada Escola Superior de Medicina Dentária de Lisboa, criada por Decreto-Lei de 6 de junho de 1975. A mesma foi posteriormente integrada na Universidade de Lisboa por deliberação do seu Senado em 1 de fevereiro de 1991. No sentido de melhor aproveitar o edificado existente após a recente fusão da antiga Universidade de Lisboa com a Universidade Técnica de Lisboa, a FMDUL cedeu ao Instituto de Geografia e Ordenamento do Território da Universidade de Lisboa (IGOT ULisboa) o edifício do antigo centro de formação profissional. Este, parcialmente desocupado em consequência do fim do ensino dos cursos de formação profissional pela FMDUL, acolhia ainda as licenciaturas em Higiene Oral e em Prótese Dentária. O edifício encontrava-se num estado de avançada degradação, não tendo já as condições ideais para ministrar um ensino de qualidade. A entrega deste edifício ao IGOT ULisboa e a adaptação dos espaços da FMDUL para acolher estas duas licenciaturas resultou numa melhoria das condições de ensino e numa poupança muito significativa em termos de custos energéticos e de manutenção das instalações. A integração dos estudantes destas duas licenciaturas num espaço comum, partilhado com os estudantes do mestrado integrado em Medicina Dentária, permitiu-lhes ter um acesso fácil a todas as infraestruturas e equipamentos, nomeadamente às clínicas universitárias e aos laboratórios de investigação, qualificando-os ainda mais para a sua integração plena no mercado de trabalho. A adaptação da antiga Biblioteca aos novos Laboratórios de Prótese permitiu criar um espaço de grande qualidade, que garante aos seus utilizadores condições de higiene e segurança. São laboratórios modernos, possuidores de todas as infraestruturas necessárias para um ensino de acordo com os melhores padrões internacionais. Nos últimos anos tem-se verificado uma grande evolução tecnológica na área da prótese dentária com o surgimento de novos materiais, equipamentos e técnicas de fabrico, permitindo estes novos laboratórios a implementação do seu ensino. Estas novas instalações terão um impacto muito significativo ao nível da inovação e competitividade dos laboratórios portugueses de produção de próteses dentárias, quer através da melhoria da formação dos estudantes de licenciatura, quer permitindo realizar ações de formação que aumentem a qualificação dos profissionais da área.

     

    POR Lisboa | QREN | UE

    Operação Lisboa-01-0162-FEDER-001187 designada “Remodelação e adaptação de Espaços da consulta Externa, sala polivalente e Vestiários do Edifício Norte da Faculdade Dentária da Universidade de Lisboa” aprovada pela Comissão Diretiva do PORLISBOA em 2015/05/28 à qual foi atribuída uma comparticipação financeira FEDER, em regime de overbooking, no valor de 81.580,98 € correspondente a 40% da despesa total elegível aprovada, no montante de 203.952,46 €.

    Data de início da Operação: 2014/06/03
    Data de fim da Operação: 2015/07/15

    Descrição Sumária e objetivos: A Faculdade de Medicina Dentária da Universidade de Lisboa (FMDUL) teve origem na então designada Escola Superior de Medicina Dentária de Lisboa, criada por Decreto-Lei de 6 de junho de 1975. A mesma foi posteriormente integrada na Universidade de Lisboa por deliberação do seu Senado em 1 de fevereiro de 1991. No sentido de melhor aproveitar o edificado existente após a recente fusão da antiga Universidade de Lisboa com a Universidade Técnica de Lisboa, a FMDUL cedeu ao Instituto de Geografia e Ordenamento do Território da Universidade de Lisboa (IGOT ULisboa) o edifício do antigo centro de formação profissional. Este, parcialmente desocupado em consequência do fim do ensino dos cursos de formação profissional pela FMDUL, acolhia ainda as licenciaturas em Higiene Oral e em Prótese Dentária. O edifício encontrava-se num estado de avançada degradação, não tendo já as condições ideais para ministrar um ensino de qualidade. A entrega deste edifício ao IGOT ULisboa e a adaptação dos espaços da FMDUL para acolher estas duas licenciaturas resultou numa melhoria das condições de ensino e numa poupança muito significativa em termos de custos energéticos e de manutenção das instalações. A integração dos estudantes destas duas licenciaturas num espaço comum, partilhado com os estudantes do mestrado integrado em Medicina Dentária, permitiu-lhes ter um acesso fácil a todas as infraestruturas e equipamentos, nomeadamente às clínicas universitárias e aos laboratórios de investigação, qualificando-os ainda mais para a sua integração plena no mercado de trabalho. A adaptação da antiga Consulta Externa a uma Clínica de Higiene Oral, de uma sala polivalente e dos vestiários visou acomodar os estudantes do curso de licenciatura em Higiene Oral, criando ao mesmo tempo para os seus utilizadores condições de maior conforto, higiene e segurança. São instalações modernas, possuidores de todas as infraestruturas necessárias para um ensino de acordo com os melhores padrões internacionais.

     

    POR Lisboa | QREN | UE

    Entidade financiadora: CCDR Lisboa
    Programa Operacional: POR Lisboa
    Fundo: FEDER
    Montante Elegível: 8.500.474,48 €
    Taxa de cofinanciamento FEDER: 40%
    Incentivo: 3.400.189,79 €
    Objetivo temático: Reforçar a investigação, o desenvolvimento tecnológico e a inovação
    Tipologia: Valorização económica e transferência do conhecimento científico e tecnológico
    Data de Início: 2016/08/02
    Data de Fiim: 2021/21/31

    Objetivos da Operação: O objetivo geral da operação é a edificação de uma infraestrutura de valorização e transferência de tecnologia através da criação do Centro Tecnológico Reynaldo dos Santos. Neste contexto, foram definidos os seguintes objetivos estratégicos: - Reforçar a ligação entre a FMUL e o tecido empresarial da região de Lisboa; - Incentivar a mentalidade empreendedora, criando e promovendo um espaço de trabalho colaborativo que permitirá a estudantes e investigadores trabalhar em projetos de empreendedorismo, em ligação com o tecido empresarial da região; - Criar condições para a valorização e transformação do conhecimento gerado em novos produtos, serviços e abordagens terapêuticas inovadoras; - Oferecer a entidades empresariais e não empresariais uma série de serviços que possibilitem a transferência e geração de conhecimentos, nomeadamente através da oferta de cursos de formação avançados. Assim, a FMUL levará a cabo a implementação da operação “Centro Tecnológico Reynaldo dos Santos”, tendo definido os seguintes objetivos operacionais: - Adaptação das infraestruturas e conclusão da edificação do Centro Tecnológico Reynaldo dos Santos; - Aquisição de equipamentos necessários ao funcionamento do Centro Tecnológico Reynaldo dos Santos; - Capacitação do Centro Tecnológico Reynaldo dos Santos para a área temática da Cirurgia Experimental; - Capacitação do Centro Tecnológico Reynaldo dos Santos para a área temática Cardiovascular; - Capacitação do Centro Tecnológico Reynaldo dos Santos para a área temática da Simulação Avançada Multidisciplinar; - Divulgação da operação, sensibilizando o público-alvo.

     

    POR Lisboa | QREN | UE

    Entidade financiadora: CCDR Lisboa
    Programa Operacional: POR Lisboa
    Fundo: FEDER
    Montante Elegível: 2.063.973,37 €
    Taxa de cofinanciamento FEDER: 40%
    Incentivo: 825.589,35 €
    Objetivo temático: Reforçar a investigação, o desenvolvimento tecnológico e a inovação
    Tipologia: Valorização económica e transferência do conhecimento científico e tecnológico
    Data de Início: 2016/05/20
    Data de Fiim: 2021/12/31

    Objetivos da Operação:
    1. Equipar as áreas adstritas ao Centro, incluindo as operações de requalificação dos equipamentos;
    2. Prosseguir e aumentar a oferta de parcerias a Empresas Farmacêuticas, Organismos do Sistema de Saúde, Autoridade Reguladora e Centros de Investigação, através da dinamização da atividade científica a desenvolver nessas instalações;
    3. Dinamizar ações de formação avançada ou cursos de atualização tendo por principais alvos quadros de empresas ou jovens investigadores fomentando a sua qualificação e empreendedorismo;
    4. Estabelecer parcerias com parceiros internacionais, nomeadamente com entidades de saúde de Países de Língua oficial portuguesa e da China. 
    5. Fomentar ações de literacia em saúde para a sociedade.
     

    POR Lisboa | QREN | UE

    Entidade financiadora: CCDR Lisboa
    Programa Operacional: POR Lisboa
    Fundo: FEDER
    Montante Elegível: 3.284.797,43 €
    Taxa de cofinanciamento FEDER: 40%
    Incentivo: 1.313 918,98 €
    Objetivo temático: Reforçar a investigação, o desenvolvimento tecnológico e a inovação
    Tipologia: Valorização económica e transferência do conhecimento científico e tecnológico
    Data de Início: 2020/01/01
    Data de Fiim: 2021/12/31

    Objetivos da Operação:A Universidade de Lisboa (ULisboa) tem como objetivo estratégico a criação de uma infraestrutura destinada à realização de atividades ligadas à transferência de tecnologia e valorização de conhecimento, transversal a todas as suas escolas, e dotada de recursos e funcionalidades adequadas ao processo de transformação de ideias em produtos e/ou serviços com valor económico e social, e é neste contexto que surge a operação, que visa a requalificação do edifício do Instituto de Investigação Interdisciplinar para o acolhimento do TTC@ULisboa - Centro de Transferência de Tecnologia e Valorização do Conhecimento da Universidade de Lisboa.
    Com efeito, a Universidade de Lisboa em estreita colaboração com todas as suas Escolas têm trabalhado para melhorar as condições de trabalho e de acolhimento de investigadores, estudantes nacionais e estrangeiros, para desenvolvimento de ações de disseminação de conhecimento ao nível regional, nacional e internacional, bem como, para a realização de ações e projetos de inovação e empreendedorismo. A criação de um centro de transferência de tecnologia e de valorização do conhecimento na Universidade de Lisboa vem, assim, contribuir para o reforço do Sistema Regional de Inovação e Conhecimento no domínio das instituições científicas, da articulação entre a atividade científica e a atividade económica e dos serviços de apoio à inovação.

     

    POR Lisboa | QREN | UE

    Entidade financiadora: AMA
    Programa Operacional: COMPETE 2020 - POCI 
    Fundo: FEDER
    Montante Elegível: 999.272,15 €
    Taxa de cofinanciamento FEDER: 56,95%
    Incentivo: 569.085,49 €
    Objetivo temático: Melhorar o acesso às tecnologias da informação e da comunicação, bem como a sua utilização e qualidade
    Tipologia: Promoção das TIC na administração e serviços públicos
    Data de Início: 2019/10/01
    Data de Fiim: 2021/09/30

    Objetivos da Operação:A operação surge enquadrada no âmbito das Operações de Modernização da Administração Pública, cofinanciadas pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), e tem como objetivo primordial a melhoraria das condições de mobilidade interna e externa dos alunos da Universidade de Lisboa, visando, deste modo, a  prossecução dos objetivos e prioridades previstos no artigo 82.º do RECI, nomeadamente, concorrer para a transformação digital da Administração Pública, permitindo a redução dos custos de contexto e a qualificação da prestação do serviço público, induzindo uma melhoria do seu desempenho e da sua capacidade de resposta às necessidades dos cidadãos e das empresas.

     

    Compete 2020 | Portugal 2020 | UE

    Entidade financiadora: CCDR Lisboa
    Programa Operacional: POR Lisboa
    Fundo: FEDER
    Montante Elegível: 656.111,59€
    Taxa de cofinanciamento FEDER: 40%
    Incentivo: 262.444,64€
    Objetivo temático: Reforçar a competitividade das PME
    Tipologia: Internacionalização das PME
    Data de Início: 2020/12/01
    Data de Fim: 2022/11/30

    Resumo:Estratégia comum de promoção internacional das Universidades da região de Lisboa, visando o reforço de visibilidade das instituições e da sua oferta formativa, captação de estudantes e crescimento das exportações de serviços de educação, empreendedorismo, inovação e capacitação do tecido empresarial.

     

    POR Lisboa | QREN | UE

    Entidade financiadora: Direção-Geral do Património Cultural do Ministério da Cultura
    Programa: ProMuseus ‐ Programa de Apoio a Museus da Rede Portuguesa de Museus (Área 10 - Parcerias)
    Fundo: OE
    Montante Elegível: 32 700,26 €
    Apoio financeiro DGCP: 60%
    Incentivo: 19 620,16 €
    Data de Início: 25/09/2021
    Data de Fim: 25/09/2022

    Resumo: O projeto tem como objetivo o desenvolvimento de um roteiro digital que agregará uma seleção de percursos digitais em 360°, com descrição de objetos em três dimensões e documentação digital sob a forma de fotografia e vídeo, para exploração dos cinco jardins botânicos e dos três laboratórios químicos históricos tutelados pelos parceiros. 

     

    República Portuguesa - Cultura | Património Cultural | Rede Portuguesa de Museus

    Entidade financiadora: Direção-Geral do Património Cultural do Ministério da Cultura
    Programa: ProMuseus ‐ Programa de Apoio a Museus da Rede Portuguesa de Museus (Área 8 – Transformação Digital)
    Fundo: OE
    Montante Elegível: 34 440,00 €
    Apoio financeiro DGCP: 60%
    Incentivo: 20 664,00 €
    Data de Início: 22/09/2021
    Data de Fim: 22/09/2022

    Resumo: Este projeto irá desenvolver um novo website institucional do Museu Nacional de História Natural e da Ciência da Universidade de Lisboa, por forma a dotar a instituição de um novo centro funcional das ações digitais, promovendo a diversificação das formas de acesso e de envolvimento do público com o património científico.

    República Portuguesa - Cultura | Património Cultural | Rede Portuguesa de Museus

    Entidade financiadora: Direção Geral do Ensino superior - DGES
    Programa: IMPULSO JOVEM STEAM E IMPULSO ADULTO
    Fundo: Plano de Recuperação e Resiliência (PRR)​​​​​​​
    Montante Elegível: 22.089.000,00 €​​​​​​​
    Apoio financeiro DGCP: 100%
    Data de Início: 16/12/2021​​​​​​​
    Data de Fim: 30/06/2026

    Resumo: Os programas «Impulso Jovens STEAM» e «Impulso Adultos» visam apoiar iniciativas a desenvolver por instituições de ensino superior (IES), com o objetivo de aumentar a participação dos jovens no ensino superior, incrementar a percentagem de graduados na população, dinamizar a formação ao longo da vida e fomentar as atividades de investigação e desenvolvimento em Portugal, reforçando o objetivo de convergência com a Europa ao longo da próxima década.

    ​​​​​​​Financiamento PRR | República Portuguesa | União Europeia Next Generation EU​​​​​​​